sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

O segundo Sol


"Quando o segundo sol chegar, para realinhar as órbitas dos planetas"

Esta semana, meu caçula completa 3 aninhos! Eu não poderia deixar de comemorar aqui no blog. Embora este não seja um blog pessoal, são eles (os filhos) a razão, o motivo, a motivação para tudo o que faço. Nunca poderia imaginar que ter filhos transformaria tão intensamente (e profundamente) minha vida.

Quando fui mãe pela primeira vez, ainda tinha que me beliscar para acreditar que eu era mãe. Não por ter desejado muito, mas justamente porque nunca me imaginei desempenhando este papel...sempre foi uma coisa meio distante, surreal. Esperei sem pressa para ser mãe. Meu primeiro filho (aos 32 anos) me lembrou minhas "filhas" bonecas que eu deixava em casa dormindo enquanto ia para a escola. Como eu desejei que elas chorassem , rissem, sujassem suas fraldas (pobre menina inocente era eu...rs). E de repente, estava ali aquele bebezão lindo fazendo tudo o que sempre sonhei. O primeiro filho foi a materialização das minha feliz época de mãe de bonecas.

Aí, de surpresa, sem planejar, aos 8 meses (isso mesmo, gente, eu disse 8 meses) do nascimento do primeiro, eu engravidei novamente. Descobri dois meses depois, lamentando "a barriga que parecia de grávida", chateada com o volume abdominal que não diminuía e insitia em aparecer nas fotos. Eu já estava grávida e não sabia. Até que um dia, enjoei escovando os dentes. E eu só enjoei escovando os dentes quando fiquei grávida pela primeira vez. Nem fui ao obstetra, pedi à pediatra que fizesse um pedido de exame de sangue (beta-HCG) para eu tirar a dúvida. Quando liguei para o laboratório para saber a resposta, a atendente informa que qualquer valor acima de 5 (cinco), significava gravidez. E ela disse: positivo, você está grávida. De curiosidade, perguntei quanto foi o meu resultado e ela prontamente respondeu 90.455 (noventa mil 455). Ou seja, eu estava muito grávida...rs...

E ele veio assim, virando nossas vidas de cabeça para baixo, de surpresa, sem pedir licença, sem aviso ou preparação. Ficamos todos tão supresos que não quisemos saber o sexo, o que viesse, estaria bem vindo. Mas eu sentia lá no fundo que era um menino. Amo ser mãe de meninos! E ele veio, debaixo de muitas lágrimas de alegria e supresa até na hora de nascer. E aos 33, lá estava eu, mãe de novo!

E quando ele nasceu, tudo ficou diferente. Até eu fiquei diferente. Estava ali uma mãe de verdade, confiante, que sabia o que fazer, como e quando. Ele foi meu MBA maternal. Com sua chegada, saí das brincadeiras de boneca para me sentir mãe de verdade. Agora sim, sou mãe! Tenho dois filhos, uma prole, uma família!

O segundo filho é o segundo sol em nossa vida como diz a música da Cássia Eller: o segundo sol ao chegar, realinha as órbitas dos planetas. Ele chega e nos mostra o quanto exageramos com o promeiro filho, nos mostra que podemos cuidar de dois filhos e de nós mesmas melhor, aprendemos a errar mais sem nos crucificar tanto, aprendemos a pedir e aceitar ajuda, aprendemos a nos dividir e aceitar que nem sempre daremos conta de tudo. Pelo menos, para mim, foi assim, um realinhamento em minha órbita.

Agradeço a Deus todos os dias por sua saúde. Por ser tão amoroso, companheiro, divertido, amigo. Agradeço à Deus toda a surpresa que ele representou. Eu te amo.


________________________________________________________________________________ Ana Cláudia Bessa

7 comentários:

Silvia disse...

Que lindo! Parabéns pro Lucca! E pra mãe renascida.

Nanda disse...

MARAVILHOSO! Da ate vontade de ter meu segundo sol! Parabéns pra vc super mãe, parabéns pra ele, lindo! beijos mil

Ana Paula disse...

Linda sua homenagem, parabéns para o pequeno, por seu dia especial... e parabéns para a mamãe coruja!

Beijos,

Cleite e Clara disse...

Ana,

Que Deus abençoe vocês a cada dia, e mantenha essa família tão linda sempre como é: unida, feliz, amorosa. Vocês merecem tudo de melhor da vida! E o Lucca vai ter uma vida cheia de sorrisos!!! Parabéns!!

Carla Beatriz disse...

Ana Cláudia,

PARABÉNS para o Lucca!!!

Beijos mil

Cyn Cardoso disse...

Que coisa maravilhosa! Que benção. Que coisinha mais linda o seu bebe!
Parabéns pelos lindos Sois em sua vida!
Tudo de bom para todos vocês.
Um beijo carinhoso

Renata disse...

Sempre fico pensando que mãe serei pro proximo filho que terei...que se chamará Luca tb, se for o menino que intuo (aliás a gente já chama o serzinho que ainda nem foi concebido de Luquinha, da mesma forma que fazíamos com a Pipoca).
Mas o fato é que eu nunca imaginava que seria a mãe que sou com a Pipoca, e acredito que o filho é que chega determinando isso. Acredito tb que o segundo seja tudo isso. Filho de uma mãe mais tranquila, mais segura e sem tantas frescuras.
Mais uma vez desejo toda a felicidade pro Lucca e pra vcs todos, e adorei o post!
Beijo
Re