quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Real Gabinete Português de Leitura

Gente, eu fui! Dá até vontade de fazer uma camiseta...risos...

Eu sempre tive vontade de conhecer o Real Gabinete Português de Leitura! Via nos mapas do centro da cidade, nos livros de informes de turismo e nunca conseguia encontrar o local exato dessa biblioteca e me perguntava, onde fica isso, gente? Tinha noção mas não conseguia fazer o meu GPS (interno) chegar lá.

Aí,num dia que fui ao centro do Rio fazer umas coisas burocráticas, enquanto tentava resolver as coisas que precisava, eis que de repente, lá estava ele, de frente para mim, lindo, imponente, impressionante. Não pude resistir, parei tudo e entrei!

Alguém já se imaginou cercado de livros por todos os lados? Uma biblioteca gigante com mais de 3 andares de prateleiras repletas forrando todas as paredes á sua volta por muitos metros acima de sua cabeça? Parecem aquelas bibliotecas de castelos que a gente vê em filme. Simplesmente deslumbrante. Não tenho palavras para descrever.

O acervo é incrível. Não é um passeio a se fazer com crianças porque é um lugar de silêncio e criança gosta de agitar, falar, perguntar. Não tive a idéia de perguntar se teria uma sala onde a gente pudesse ficar com as crianças, ou se tem livros para este fim. Fiquei muda, andando lá dentro e olhando, extasiada, admirada. Foi incrível. Se houver oportunidade, vá. Bastam vinte minutos para ficar lá apreciando tanta beleza e ficar “viajando” em quantas letras existem em tantos livros, quantas histórias, quanto conhecimento, quanta cultura.
Como se fosse possível quantificar...
Depois você volta com calma para passar uma manhã, uma tarde, um dia, vendo tudo o que tem lá. Estou simplesmente encantada!

E se você achou-o familiar, é porque inúmeras propagandas usam o Real Gabinete do Rio como cenário. Aparece em novelas, campanhas publicitárias na TV, jornais e revistas. Inclusive, é o atual cenário da propaganda de incentivo a universidades de um banco estrelada pela Fernanda Tôrres e Selton Mello.

Aliás, belíssimo cenário!


http://www.realgabinete.com.br/
Rua Luís de Camões, 30 - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20051-020
Telefone: (+ 55 21) 2221-3138 Tel/Fax: (+ 55 21) 2221-2960
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas

Um pouco sobre o Gabinete:

Em 14 de Maio de 1837, um grupo de 43 emigrantes portugueses do Rio de Janeiro - e deve-se sublinhar que isto ocorre somente 15 anos depois da Independência do país - reuniu-se na casa do Dr. António José Coelho Lousada, na antiga rua Direita (hoje rua Primeiro de Março), nº 20, e resolveu criar uma biblioteca para ampliar os conhecimentos de seus sócios e dar oportunidade aos portugueses residentes na então capital do Império de ilustrar o seu espírito. Entre esses homens, cuja maioria era composta de comerciantes da praça, estavam alguns que haviam sido perseguidos em Portugal pelo absolutismo e que tinham emigrado para o Brasil. Era o caso de José Marcelino Rocha Cabral, advogado e jornalista, que iria ser eleito primeiro presidente da instituição.

Os “gabinetes de leitura” criados no Brasil pelos portugueses - o do Rio de Janeiro foi o primeiro, mas mais tarde virão os do Recife (em 1850) e o de Salvador (em 1863) - diferenciam-se, entretanto, daqueles estabelecimentos franceses por uma característica: é que neles não se fazia qualquer pagamento pelo empréstimo do livro. O sócio, ou o leitor, consultava-o na biblioteca ou levava-o para casa, sem que isso implicasse, para ele, em qualquer encargo.

O projeto escolhido do prédio atual que fica na antiga rua da Lampadosa foi o do arquiteto português Rafael da Silva Castro, com seu traço neomanuelino a evocar a epopéia camoniana.O edifício, em pedra de lioz, com estátuas de Vasco da Gama, Pedro Álvares Cabral, do Infante D. Henrique e de Luís de Camões sobre as mísulas da fachada, foi inaugurado em 10 de Setembro de 1887, com a presença da Princesa Isabel e do Conde D’Eu. Os trabalhos de construção tinham sido dirigidos pelo arquiteto Frederico José Branco e as pinturas e decorações em relevo estiveram a cargo do artista Frederico Steckel.

________________________________________________________________________________ Ana Cláudia Bessa

3 comentários:

Carla Beatriz disse...

Que legal, Ana! Eu nem sabia do Real Gabinete Português de Leitura ... que vergonha!
Eu gosto muito de museus e adorei visitar o Museu do Ipiranga em São Paulo, ver o prédio, quadros, móveis e roupas da época do Brasil Imperial.
Aqui em Porto Alegre, temos a Biblioteca Pública, que é grande e imponente, mas não tanto como o Real Gabinete Português de Leitura.

Excelente dica!

Beijos

lucia fontes disse...

A foto interna do Gabinete é impressionante!! Você me deixou com vontade de visitá-lo, pena que estou em São Paulo... Mas valeu pela emoção que você passou, Ana.
Abraços, Lucia.

Ana Cláudia Bessa disse...

Gente, sempre que eu via alguma imagem com essas estantes de livros por andares inteiros eu me perguntava: onde é isso?

E encontrei. É simplesmente lindo e emocionante.
Recomendo mesmo a visita.