terça-feira, 16 de setembro de 2008

Orgulho Olímpico?

Infelizmente, eu não fiquei contente com o resultado das Olimpíadas. Para mim, foi um fiasco. Um retrato fiel do esporte brasileiro: sem patrocínio, sem recurso, sem investimento e sem apoio federal.

O que tem os atletas americanos que nós não temos? E os chineses? Talento?
Somos desprovidos de talentos?
É óbvio que não.

Atleta, para se dedicar ao esporte, precisa viver disso e para isso, é preciso bons patrocínios (para pagar técnicos, locais de treinamento, alimentação, e salário para o atleta). Patrocínio não é só uniforme com a marca da empresa estampada na camisa.

Nossos grandes atletas jogam e treinam lá fora.
Vide o futebol, onde somos uma fábrica de talentos. Onde estão nossos melhores jogadores, mesmo? E os outros excelentes que ainda estão aqui, estão querendo ficar?

Tem gente que analisa por um lado e vê essa Olimpíada como a melhor porque tivemos esportes nunca antes premiados, porque tivemos destaque com atletas femininas, porque isso, porque aquilo. Mas o fato é que se formos nesse ritmo, estaremos ainda amargando muitos anos com estes resultados ruins. E teremos mais e mais atletas lá fora, treinando e até se naturalizando para representar outros países. E quem vai atirar a primeira pedra?

Fico muito feliz pelos vencedores brasileiros, eles merecem toda a nossa admiração.
São verdadeiros heróis da resistência neste país sem base que somos. E aos que não venceram, devemos parabenizar também, porque ser destaque olímpico representando o Brasil é muita pressão e nem sempre a gente aguenta o compromisso de não poder errar porque tem um país inteiro querendo (e precisando) ter esse motivo de orgulho. Acho muito mais fácil um amerciano ser campeão porque não tem essa pressão de carregar o país nas costas e ainda ter a consciência de que teve acesso aos melhores incentivos para se preparar para aquele momento. Estar preparado é uma segurança e tanto!

Diego Hipólito cai e pede desculpas porque porque perdeu a oportunidade de subir ao pódio como favorito que era. Ele não tem nada que se desculpar. Que se desculpem esse políticos desgraçados que roubam e desviam nossos impostos obrigando um lutador a esperar por 10 anos para fazer um exame de faixa preta por falta de dinheiro! Que obrigam atletas a correrem descalços em seus treinamentos!

A prova está nas declarações do Cielo, logo abaixo, medalhista brasileiro em 2008 sobre o que representou a CBDA na sua preparação. Seu depoimento é revoltante se pensarmos no que esse atleta fabuloso aguentou para chegar até a sua medalha.

E, que me desculpem os entusiasmados, nosso país não tem do que se orgulhar no esporte porque quem ganha muito não defende nossa bandeira com paixão e dedicação(vide os péssimos resultados da seleção brasileira de futebol) e quem não ganha, até que tenta, mas o nosso país não deixa!

E assim como o Pan, as Olimpíadas que vieram serão nada mais que um celeiro de obras superfaturadas, que atrasam propositadamente para justificar mais e maiores gastos.
Vergonha, vergonha, vergonha!
________________________________________________________________________________
Ana Cláudia Bessa

5 comentários:

João Carlos disse...

E,quando fazem uma lei dando incentivo fiscal para o esporte, fazem o esporte competir com as artes... O dinheiro do patrocínio vai para uma ou para o outro. O tal do "superávit primário" tem precedência sobre o povo, em geral...

Mas adianta explicar isso para esses parvos que votam na pessoa, não no programa dos partidos?... (que, diga-se de passagem, dizem todos as mesmas coisas: só que nenhum faz o que diz...)

Ana disse...

A Veja publicou uma reflexão muito interessante da Lya Luft sobre esse assunto:

O QUE VALEM AS MEDALHAS?
http://veja.abril.com.br/030908/p_026.shtml

thais disse...

eu tb acho uma vergonha.

beijo

Cristiane A. Fetter disse...

O que impressiona é que quando você dá suporte a qualquer colégio público, vários candidatos a bom desportistas aparecem, e é justamente o que acontece aqui. Todas as escolas tem um programa de treinamento para os alunos muito bom e isto vai até a faculdade.
Aliás o campeonato de faculdade aqui é institucionalizado, passado na televisão, com patrocínio e o escambau.
Isto poderia ser utilizado como exemplo, seria tão bom.

Ana Cláudia Bessa disse...

Pois é meninas, uma vergonha mesmo.
E institucionalizar isso no ensino público chega a ser utópico...
Semana que vem vou postar sobre ensino público...é desanimador...