quarta-feira, 19 de março de 2008

Não me engane, que eu não gosto!

Muita gente já ouviu essa famosa historinha de case de marketing que fala de uma copeira que servia cafezinho durante uma reunião de uma famosa marca de pasta de dente em que se discutia como aumentar o consumo já que o ato de escovar dentes era bem delimitado, sendo difícil incentivar que as pessoas escovem mais o dente do que se faz normalmente. E aí, entra a copeira que pede licença e sugere que se aumente o tamanho do buraco de saída da pasta de dente, assim as pessoas, sem perceber, colocariam mais pasta a cada escovação. Brilhante...

Não sei se é verdade mas o fato é que o buraco aumentou...rs...eu pelo menos tenho essa impressão se comparo com as pastas de dente de antigamente.




Dia desses, eu tive a curiosidade de abriraa a tampa da embalagem do creme hidratante das crianças para ver se todo o conteúdo havia sido aproveitado, já que o mesmo estava no finalzinho. E sem surpresa nenhuma descobri que havia bastante creme ainda dentro da embalagem. O motivo era simples: por dentro da tampa, onde não conseguimos ver, o bico não era reto, era cheio de curvas que impediam o escoamento livre do produto. Ou seja, quando a gente pensa que o produto acabou e joga fora, ainda tem produto lá dentro e que vai para o lixo nos levando a abrir um novo frasco.Mandei um e-mail para o laboratório que fabrica o produto e vamos aguardar para ver o que eles falam. Afinal, o bico não poderia afunilado reto?

Aí, lembrei da embalagem de um produto que é muito bacana pois faz com que todo o produto seja usado. Vejam que interessante!

E também lembrei de um produto que eu uso o refil, aliás, uma ótima opção pois poupa o meio ambiente reduzindo, em média, pela metade o impacto causado pelo descarte de embalagens comuns. Além disso, permite a reutilização das embalagens mais danosas ao meio-ambiente e diminui o custo e o impacto ambiental causado pela sua produção.
Taí um bom exemplo de embalagem e de bico!
Dessa daí, a gente usa tudinho!
_________________________________________________________________________________ Ana Cláudia Bessa

3 comentários:

Cristiane Fetter disse...

Ana, você não vai acreditar no que vou escrever agora:
Quando eu era pequenininha (olha que foi a muito tempo, risos) eu lembro bem da minha mãe abrindo pelo fundo as embalagens de creme hidratante. Ela sempre dizia que no fundo ainda tinha muita coisa que não saia.E olha que nessa época nem se falava em embalagens eficientes, direito do consumidor e outras coisas e a mamusca já estava de olho nisso.
Ou seja, nada mudou de lá para cá e a minha mãe continua abrindo as embalagens no fundo.

Paola Oliveira disse...

E aí, o laboratório respondeu?

Ana Cláudia Bessa disse...

hummmmm...
adivinha.....

Não.