sexta-feira, 6 de junho de 2008

Hot Fraldário

Quando estava com meu primeiro filho, lá pelos seus 6 meses, eu fui ao shopping Via Parque na Barra. Depois de andar bastante com o rebento, precisei ir ao fraldário para trocar fraldas e amamentar.

Aliás, que fraldário. Eu adorava: era novinho, recém reformado, clean, agradável, moderno, aconhegante, mas não tinha ar condicionado.

Como assim?

Pois é...era um forno.
Sentei para amamentar e como é comum, foi um suadouro só, em mim e no filhote.
Não agüentei e saí, pendido para que a pessoa chamasse o responsável pelo fraldário.

Depois de 20 minutos ele me achou sentada num banco do lado de fora, amamentando.

Só olhei para ele e falei: Nossa. moço, o senhor já ficou no fraldário ? Como é quente lá ! Não tem ar-condicionado, nem um ventilador... Como podem fazer um projeto de um espaço sem ventilação nenhuma? Olha como nós estamos ! Gostaria que o senhor permanecesse lá dentro durante o tempo que uma mãe precisa para amamentar seu bebê pro senhor entender.

Ele olhou pra mim, olhou pro bebê, ambos suados.
Se desculpou, disse que não poderia ficar neste momento, deu meia-dúzias de desculpas e saiu. Algum tempo depois quando voltei ao shopping, tinha ar-condicionado instalado no fraldário.

Não sei se fui eu que motivei a mudança, se mais gente reclamou (espero que sim) mas cada dia mais vejo o quanto vale a gente reclamar. Sendo eu ou não, e espero que não, tenho certeza de que foi reclamação de cliente que motivou essa mudança tão importante.
Temos que acreditar: reclamar adianta.

________________________________________________________________________________ Ana Cláudia Bessa

4 comentários:

Geo disse...

Hj ouvi a atendente do sesi dizer que as crianças são as que mais escrevem na caixa de sugestões. Elas, inclusive, fazem reclamação de horário e outros assuntos. Achei legal porque indica que os adultos do futuro saberão exigir melhor seus direitos.

Fernanda disse...

Reclamo de tudo!!É um direito nossa exigir o melhor pra nós, pro mundo!!!!!
Ensino a gabi a não ser acomodada!! esses dias ela reclamou pra mim que o suco da escola era sempre o mesmo então disse pra ela que na hora que a moça fosse levar o lanche que ela falasse sem medo e deu certo!!!!
Mudou!! inclusive a responsavel pela cantina veio falar comigo, rindo da expressão dela mas ao mesmo tempo surpresa por uma ação assim na idade da gabi! =}}}}

Lívia disse...

Ana, também sou uma defensora do ato de reclamar. Muitas vezes não é nem por maldade que as coisas estão erradas, mas sempre devemos reclamar. Acho que nossa vida é uma melhora constante, e normalmente melhoramos e crescemos mudando as coisas que não estão boas. E isso muitas vezes se faz reclamando!

beijo grande

Ana Cláudia Bessa disse...

Gente, às vezes nem reclamando adianta. Imagina se não reclamarmos.

E as crianças tem que apreder estes conceitos desde cedo: não reclamar por reclamar, claro. Mas reclamar positivamente, pelo bem nosso e dos outros.