quinta-feira, 24 de julho de 2008

Quem é animal?

Geralmente, quando nos referimos a uma pessoa e queremos depreciá-la, é comum chamarmos essa pessoa de ANIMAL. Contudo, nós seres humanos, além de sermos animais de fato, muitas vezes, somos merecedores do adjetivo depreciativo, muito mais que os animais propriamente ditos.


Provas disso prá mim são esse torneios que envolvem maus tratos a animais: Farra do Boi, Touradas, etc... E na categoria maus-tratos podemos incluir animais presos em gaiolas como os passarinhos.

Passarinho foi feito para voar, é sua natureza. Também acho lindo o canto deles e ter isso à disposição o tempo inteiro e ainda desfrutar de sua beleza, é algo realmente a se almejar. Contudo, para isso, fazemos o passarinho pagar um alto preço é que privá-lo de sua liberdade. Sendo assim, privo-me de sua companhia enjaulada para ter o privilégio de vê-lo voando.

Uma vez, uma amiga me deu um Hamster. O hamster é aquele ratinho fofo e peludo que anda naquelas gaiolas com rodinhas e fazem a alegria da criançada. Pois é...ganhei o hamster e fui comprar uma gaiola, fazer o quê? Me dava uma tristeza ver o bichinho ali preso naquelas grades que mesmo pequenas e delicadas, ainda eram grades. Ele vive pouco e depois de quase 2 anos e meio, morreu. A gaiola continua aqui mas nunca mais comprei outro para colocar nela. Não consigo. Apesar de que acho um ótimo ensaio para quem quer dar um cachorro aos filhos, um teste-drive antes de comprar um cachorro (que dá muito mais trabalho e despesa e as pessoas , sem consciência disso, acabam se arrependendo depois). Mas não sei o que é pior: manter o bicho preso, doar...ou dar porque não se adaptou. Mas isso é assunto para outro post.

Mas tudo isso, eu contei porque saiu uma notícia no jornal falando: Jovem morre durante festival de San Fermín que são aquelas corridas de touro em que os animais são molestados, maltratados e mortos pelos ANIMAIS humanos. E aí, meus amigos, eu digo: bem-feito pro moço.

E fico muito feliz quando o touro leva a melhor!
Apesar de que isso não quer dizer que ele , de fato, levou a melhor...
Leia +
________________________________________________________________________________ Ana Cláudia Bessa

4 comentários:

Geovana disse...

Ana, já notou como esses costumes são, na maioria das vezes, masculinos? Criar passarinho, correr de boi, caçar. Será cultural ou biológico? Seja já o que for, já é hora de evoluir e respeitar os animais e a natureza.
Acho que nosso instinto maternal nos faz mais evoluidas quanto a este assunto.
Ah! Também não tive pena do rapaz que morreu, ele foi de encontro à própria moter, infelizmente.

thais disse...

Ai, eu tb penso "bem feito, trouxa".
No meu blog pessoal, nossa, já tive brigas muito feias com várias pessoas a favor de rodeios porque não ma trata. Hahan.

Cristiane Fetter disse...

Não chamemos os homens de animais, os bichos não merecem tamanha ofensa.
Bestas ou feras acredito que seriam mais adequados.

Ana Cláudia Bessa disse...

Alguém disse uma vez que pessoas inteligentes são feministas...risos...

Eu não tenho dúvidas de que o mundo estaria muito melhor se comandado por mulheres.

Precisamos é sair do armário...risos
(sair do armário sem segundas interpretações, é aparecer, deixar de esconder-se).