quinta-feira, 24 de abril de 2008

Não desista de amamentar!

Tem muita mãe que diz que não conseguiu amamentar.
Eu digo que são poucas porque já foi comprovado científicamente que a grande e esmagadora maioria das mães que não amamentam não tiveram orientação adequada.

E muitas ainda tem aquele momento de "urubu" em volta oferecendo chazinho, leitinho, água e dizendo que o leite da mãe é fraco. Também comprovado cientificamente: não há leite fraco. Estudos feitos com mães nutridas e subnutridas comprovaram que a qualidade do leite era igual nos dois casos. Olha a natureza agindo em prol do bebê!

Muitas mães ficam num estado de nervos tão grande e com tanta gente dando pitaco, que não conseguem. Outras tem problemas psicológicos, como depressão. Outras estress.
Mas na maioria, mesmo desses casos, uma voz calma, uma orientação correta, poderia ter revertido este quadro, COMPROVADAMENTE.Por isso achei e continuo achando importante a gente falar disso aqui no blog.


Vejo a questão do leite artificial, como OCITOCINA no parto. A artificial é feita seguindo a original mas não é a mesma coisa. Ela causa mais dores, contrações mais fortes...um horror para quem já experimentou. O NAN é feito para ser parecido mas não é igual. Não é só caloria mas sacia o bebê de forma completamente diferente do leite materno. Em geral, criança que toma NAN não volta pro peito porque fica muito mais tempo saciada do que ficaria com o leite materno. Por isso a criança fica mais gordinha , mais rápido.


O peito também dá mais trabalho para a criança. Sugar mamadeira é facinho, facinho...Mamar no peito faz uma série de exercícios maxilo-faciais (nem sei se é assim que se escreve), ótimos para desenvolvimento da fala, da mastigação e correlatos. E essa facilidade em sugar o leite da mamadeira contribui para a criança largar o peito e para mãe achar que isso é o melhor que poderia fazer para seu filho, visto que ele não berrará mais de "fome". Fora a interaçao mãe bebê que é impar. E a vida não é só feita de valores nutricionais, tem os emocionais também. Claro que a mãe pode se interar com o filho no peito ou não. Mas o peito é um momento diferente, que a mamadeira não reproduz.

E será que TODAS as mães que acreditam ter tentado de tudo, foram orientadas da forma correta...?
Eu tentei de tudo no meu primeiro parto para ser normal e não foi. Mas tive a orientação errada na hora errada. Podia ter feito diferente...ah...podia! Mas na hora , já era... Por isso, tento sempre dar meus depoimentos para que as mães consigam ter seu parto normal e não para dizer que minha recuperação da cirurgia foi ótima e que cesárea salva vidas.Entendem meu ponto de vista?


Outro dia, li um site orientando as mulheres a não insistirem na amamentação. Isso é um crime!

Com a mãe e com o bebê. O melhor é sempre buscar orientação, as mãe vão encontrar ajuda. Desisitir só em último caso.

«Muitas mulheres não querem amamentar. A única resposta que lhes oferecem é o biberão! Sob a capa da liberdade e com a finalidade , em principio honrosa, de "não culpabilizar as mães que não querem dar de mamar", "respeita-se" a sua não-vontade com um zelo um pouco equívoco. Nunca são verdadeiramente ouvidas nas suas dúvidas, nas suas angústias, nas suas representações mentais inconscientes, nos seus fantasmas, nunca se procura entender as suas motivações profundas...»
- Isabelle Filliozat em "A inteligência do coração"
_____________________________________________________________________________
Ana Cláudia Bessa
foto: eu e meu bebezão de 2 anos e 3 meses, recém desmamado expontâneamente.

4 comentários:

Taís Vinha disse...

Oi Ana Cláudia, muita linda sua luta pela amamentação. Gostaria de aproveitar para divulgar "O livro da amamentação", escrito pela minha mãe (já falecida). Ela era enfermeira da USP e foi uma grande batalhadora da amamentação, desde os anos 70. Neste livro, voltado para mães, ela dá este apoio necessário para que tudo dê certo, sem tabus nem ansiedade. Para saber mais, visite o site: http://www.mercado-de-letras.com.br/livro.php?id=000175

E se vc me mandar seu endereço, te mando um exemplar.

Um beijão.

Geo disse...

Ana, quando eu tiver meu baby vou lembrar muito das suas dicas e não vou desistir nem deixar pessoas leigas ou médicos imaturos interferir na natureza materna. Obrigada.

Ana Cláudia Bessa disse...

Taís, me manda um e-mail para conversarmos: ofuturodopresente@gmail.com ! Quero saber mais sobre a sua mãe!

Geo, fico muito feliz de uma pessoa como você estar sempre por aqui. Tenho certeza que maternidade acontecerá de forma muito natural e tranquila na sua vida. E questione, questione muito! Principalmente os médicos!

Rosãngela disse...

Ana,estou amamentando á mais de 135 dias e não dou nem agua para minha filha, foi assim também com meu filho e imprecionante como essse momento faz bem não só para a criança mais para a mãe também.
No primeiro mês minha filha ganhou um pouco mais de 3 kg, e a toda hora tenho que escultar que só o leite não e suficiente na minha ultima consulta ao pediatra ate ela disse que eu já poderia dar agua e chá se quizese.