terça-feira, 15 de abril de 2008

Web (in) eficiente

É triste notar o quanto ainda estamos atrasados em termos de internet. Não sei se isso é só no Brasil mas é espantoso pra mim, ver como essa ferramenta é desperdiçada, mau usada e ignorada na sua importância, valor e abrangência.

Eu sou fã de internet (nem precisava dizer, né?). “Surfo” na rede desde 1997 e já conheci mais pessoas por aqui do que meus dedos podem contar, inclusive e principalmente, pessoalmente. Pois é. Pra mim, é muito natural sair do virtual para o real. E faço isso com freqüência porque sempre me inseri em grupos sérios e pré-determinados, escolhidos com indicação, critério, avaliação do meu interesse sobre o assunto do grupo. Isso me rendeu ótimas amizades que perduram além do virtual.

Escrevi um livro sobre cachorros depois que comprei o meu cachorro, não sabia o que fazer e comecei a pesquisar coisas na internet. Conheci tanta gente do meio e aprendi tanta coisa que virou livro . Chama-se Feliz pra Cachorro. O Alexandre Rossi e a Cláudia Pizzolato, fizeram o comentário da contra-capa e o prefácio do livro respectivamente. São amigos que conheço pessoalmente mas que foram "feitos" via internet.

Bem...tudo isso eu falei porque eu uso muito a internet para fazer contatos, reclamações e pedir informações. E simplesmente as empresas não respondem! É impressionante a quantidade de empresas que simplesmente não dão retorno aos e-mails enviados por seus sites , sejam nos "famigerados" formulários , sejam por um endereço de e-mail.

O que faz um profissional (porque atrás do e-mail há uma pessoa) simplesmente ignorar o atendimento solicitado via internet, hoje em dia? É rápido, é fácil, é abrangente.

O que faz uma empresa que não vê o péssimo atendimento dado por seus funcionários aos clientes da internet?

Eu, como cliente, fico com uma péssima impressão dessas empresas e sempre dou preferência àquelas que bem me atendem via internet. Por que se já sou ignorada neste canal, imaginem “na real”.

Um exemplo absurdo é um site de uma entidade de defesa do consumidor. Lá, eles oferecem um pacote de assistência e informações a respeito do tema. “Crica” que sou, mandei um e-mail querendo maiores detalhes, e adivinhem? Nunca fui respondida. Mandei de novo. Nada. Aí, um dia, vejo no jornal uma reclamação de um “cliente” que pagou pelo pacote e não levou o prometido. Caramba...é uma entidade de defesa do consumidor.
Não dá!

_____________________________________________________________________________
Ana Cláudia Bessa

6 comentários:

Lívia disse...

Bom dia, Ana!

Concordo com sua visão sobre a Internet. Também sou uma dessas que passa horas navegando (inclusive trabalho com isso), e vejo na web uma possibilidade de por em prática muitos projetos e sonhos que até então eu achava impossível.

A Internet é o lugar democrático por excelência, onde a horizontalidade permanece. Pena que as empresas demoram tanto para perceber isso. Mas as coisas estão mudando aos poucos. As empresas no mundo todo estão dando mais atenção ao mundo virtual e ao que acontece nele. Cabe a nós continuarmos nessa briga.

beijos

Taís Vinha disse...

Ana Cláudia, me diga mulher, como vc arruma tempo pra realizar tantar coisas? Porque a internet é uma mão na roda, mas tb toma muito tempo. Fico admirada no quanto que vc consegue produzir e ainda tocar o restante da vida, que é cerca de 3/4 da melancia, certo? Que tal um post sobre isso? Um beijo.

Ana Cláudia Bessa disse...

Sei lá, Lívia...eu acho que a gente tá muito atrasado...muito mesmo. Eu queria que as coisas fossem mais eficientes do que querem aparentar...só aparência...

Ana Cláudia Bessa disse...

Oi, Taís!!!
Olha ...eu acho que eu sou a que menos dou conta...hehehe...e me faço a mesma pergunta que você faz: como elas conseguem???
Tem muita gente na blogosfera que dá conta de muito mais coisa do que eu....nossa...a Silvia Schiros, a Samantha, a Cris....se eu não as conhecesse, ia pensar que elas são polvas....risos
existe polvas???? mais risos

Estou aguardando receitas para melhoria de rendimento na internet, cursos de leitura dinâmica em monitores, como visitar 200 blogs por dia, técnicas para ter inspiração para escrever todos os dias sobre tudo que tem vontade, etc...
risos

Eu e a Taís estamos aguardando e-mails....risos

Cleite Fontenele disse...

Ana, Sobre o post, concordo plenamente com você. Vivo tendo experiências frustadas com empresas que colocam úm canal de comunicação apenas para dizer que têm, porque nunca respondem nada.

Agora mesmo estou tendo problemas com a loja virtual SONY . Enviaram um celular errado e estou esperando a troca ha mais de 10 dias!!! E para falar com eles, pago interurbano!!! Os e-mails são solenemente ignborados. E só ouço que devo aguardar... até quando??? pedi a devolução do produto e até agora nada... A fatura já chegou e a compra está sendo cobrada... Como muita gente não reclama, eles fazem o que querem.

Infelizmente falta ainda muito "chão" pra gente cehgar num nível, digamos, aceitável...

Quanto às "polvas", não conheço todas que você citou, mas a Cris SEM DÚVIDA é uma!!! Nunca esqueço dos braços de polva que alcançava tudo no carro e ainda cuidava do Dudu em nossos passeios (risos)...
beijos

Anônimo disse...

Eu tenho boas experiências com a internet.