terça-feira, 8 de janeiro de 2008

UMA ESPERANÇA PARA NOSSAS FLORESTAS

Há pouco tempo postei aqui uma série de textos intitulada "Paradoxos".

O que vou falar agora bem poderia estar contido num deles.
Se fizermos uma lista das empresas que mais contribuíram para a degradação do meio-ambiente no Brasil e uma outra relacionando as que mais ações desenvolvem para preservá-lo, paradoxalmente encontraremos uma mesma empresa possivelmente encabeçando ambas!
A Cia Vale do Rio Doce.

Felizmente para todos nós esta empresa gigantesca avança celeremente para sair da primeira e figurar definitivamente na segunda lista.Pude ver isso pessoalmente em visita à RESERVA FLORESTAL DE LINHARES (ES), administrada pelo Instituto Ambiental CVRD. Não é o fato de manter uma reserva florestal que faz dessa empresa um modelo a ser seguido. A questão está no que é feito nessa Unidade de Conservação. Simplesmente ali se desenvolvem as mais sérias e avançadas pesquisas sobre RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS no país.

Adquirida pela Vale há meio século para ser uma área de extração de madeiras para dormentes, a Reserva de Linhares é hoje (paradoxalmente!) uma referência em pesquisas ( e ações efetivas ) de recuperação de áreas de Mata Atlântica. Basta dizer que está a cargo dos profissionais de lá a regeneração da Ilha Grande, um dos principais santuários da Mata Atlântica hoje no Rio. Linhares é uma visita imperdível para qualquer um que ama e sonha em ver a Mata Atlântica salva e, se possível, caminhando para uma recuperação, se não da pujança inicial, ao menos de uma parcela maior de sua riqueza inestimável. Posso dizer que tive lá a maior "aula" de minha vida sobre esse eco sistema fantástico, bem como sobre a real dimensão da nossa ação absurdamente predatória sobre ele e, principalmente, sobre como é possível reverter parte dessa estupidez.

Pesquisadores e estudiosos dos centros mais avançados do país lá encontram as condições ideais para desenvolver suas teses e estudos em geral sobre programas de recuperação. Vários destes programas podem ser conhecidos pelos visitantes que encontram ainda à sua disposição uma estrutura de hospedagem, passeios ecológicos guiados, informações e, claro, lazer, reunidos como eu não havia visto ainda em nenhum local do país. A estrutura que o visitante encontra é aquela que "deveriam" ter os Parques Nacionais, Estaduais, Reservas etc, a cargo do poder público. Recomendo a todos. Até mesmo como programa de férias (as crianças vão amar), mas recomendo principalmente aos que, como eu, costumam ser céticos e pessimistas em relação ao futuro de nosso maior patrimônio natural.

Acreditem, eu passei a acreditar que dá para salvar a Mata Atlântica!Linhares fica no norte do Espírito Santo e o acesso à Reserva é bem na BR101, no município de Sooretama.E tem mais, um pouquinho adiante (uma hora e pouco de carro), pela 101, você chega a Guriri e visita uma das bases do Projeto Tamar, outra coisa linda que nos enche de esperança no futuro!

Dê uma visitada no site planeje sua viagem!
Leia mais:
________________________________________________________________________________ Ivo Fontan

2 comentários:

Anônimo disse...

Sensacional.
dá orgulho de ser uma empresa brasileira.
pena que a maioria não é assim.
pena...

Ana Cláudia Bessa disse...

É muito gratificante ter notícias como essas. Ontem mesmo eu estava visitando o blog Fora do Manual (http://foradomanual.blogspot.com/2008/01/duas-caras.html) e a Vera Falcão falava justamente das empresas que agora fazem questão de associar seus nomes à "causa verde". O problema que ela levanta é justamente isso ser usado apenas como marketing, sem compromisso ambiental nenhum ou quase nenhum.
É muito difícil separar o joio do trigo e constatações como a sua, são sensacionais.