terça-feira, 4 de novembro de 2008

Quase morri.

Semana passada, ao deixar meu garoto na escola, na volta para casa, ao fazer um retorno, quase fui pega por um caminhão da Brahma, em alta velocidade que passou direto no sinal que tinha acabado de fechar (para ele).


Estava eu parada, aguardando o sinal abrir para fazer o retorno numa avenida movimentadíssima perto da minha casa e era a primeira da fila. Acontece que essa avenida, tem vias auxiliares e uma via central onde os motoristas costumam achar que é pista de corrida. Por já ter essa conscicência e por já ter feito um curso de direção defensiva, eu sempre tomo o cuidado de apenas sair com o carro, quando me certifico que os outros carros pararam no sinal vermelho.

Pois foi essa atitude que salvou minha vida e do meu caçula que estava tranquilo no banco de trás, cantando o no-no-no da música da Amy Winnehouse. Caso, eu tivesse apenas dado a partida no carro, assim que o sinal abriu para mim, sem olhar para o trânsito, o caminhão nos pegaria em cheio e não receio em dizer que com toda certeza, nos arrastaria por metros antes de parar e não sobraria muito do carro, muito menos de mim ou do meu filho para contar a história.

Dois dias depois, passando na mesma avenida, vejo um outro caminhão da Brahma fazendo entrega e na traseira do mesmo constava a inscrição: Como estou dirigindo? Denuncie 0800...

Não hesitei em pegar o celular e ligar. O número era do atendimento da Ambev e a pessoa que me atendeu, muito gentilmente agradeceu minha ligação, desculpou-se pelo ocorrido e me deixou na certeza de que de alguma forma eles tentariam localizar os possíveis motoristas da região, para no mínimo advertí-los da minha ligação e das consequências que uma imperícia e irresponsabilidade como essa, poderiam ter causado à minha família e à empresa.

Infelizmente, por eu estar fazendo um retorno em sentido completamente oposto ao do caminhão, não pude seguí-lo e pegar seus dados, como a placa, por exemplo. Mas marquei altura do número na avenida, dia e horário da ocorrência. Com isso, espero sinceramente que a Ambev notifique ou dê um esporro federal nos motoristas dessa região.
E peço á todos, que por favor, usem a direção defensiva. Dirijam por si e pelos outros. Tentem sempre antever situações de risco para que você possa fazer a sua parte para evitá-las, salvando sua vida e de outras pessoas. Se não fosse por essa simples olhadela antes de seguir no meu sinal aberto, eu e meu filho estaríamos mortos. Certos, pois não furamos nenhum sinal fechado. Mas mesmo assim, mortos.

________________________________________________________________________________ Ana Cláudia Bessa

4 comentários:

Michelle Müller disse...

Báh Ana impressionante como o trânsito está louco... Que bom que tu e teu pequeno estão bem.... e tu fizestes muito bem mesmo de ligar para a Ambev, tomara que ele pelo menos leve uma advertência!
estrelinhas coloridas pra ti...
Mi

Ana Paula disse...

Parabéns pela presença de espírito em anotar horário e local da ocorrência... acho que numa situação assim, é preciso ficar calma e fazer exatamente isso: denunciar!

Vejo esses absurdos quase todo dia, especialmente quando vou trabalhar de ônibus... E o pior de tudo é saber que vc pode estar certa, mas numa fração de segundo, isso pode não fazer diferença nenhuma...

Alexsandra Moreira disse...

Talvez não localizem quem foi o infrator Ana, mas com certeza esse tipo de reclamção vai estar nas estatísticas de reclamações da empresa e com certeza eles fazem algum tipo de divulgação e providência para os motoristas tomarem conhecimento.

bjos

Ana Cláudia Bessa disse...

Ainda fico arrepiada de pensar o que poderia ter acontecio...
Temos que valorizar muito a vida, mesmo...afinal, ela está sempre por um fio...sempre.

Quanto à Ambev,agora Imbev, eu espero sinceramente que tudo isso que vocês falaram aconteça!