quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Santa Teresa é uma delícia!

Fomos passar um domingo e Santa Teresa e adoramos! Deixamos o carro parado perto do Largo dos Guimarães de onde saímos de bonde, percorrendo 3 trajetos (subindo do largo em diante - depois descendo pelos arcos da Lapa até o centro e subindo de volta até o largo). Tem outro trajeto que disseram não ser tão bom quanto o que fizemos. Cada trajeto custa R$0,60/pessoa.

Almoçamos lá e as opções são variadas. Tem vários museus mas escolhemos o Museu do Bonde que infelizmente estava fechado para dedetização. Depois fomos ao Parque das Ruínas que é um belíssimo mirante e a casa chama atenção também por sua arquitetura e estilo - tijolos aparentes combinados harmoniosamente com estruturas metálicas e de vidro.



O passeio de bonde é o melhor - mas prepare-se porque é bem simples, nada de conforto. Uma volta ao Rio antigo com casas lindas, ladeiras de pedra, muitas lojas de arte e artesanato.

O Condutor do bonde é uma figura, e ajudou em tudo com as crianças. O meu pequenininho de 1 ano é que não curtiu. Muito barulho e balanço pra ele. O de 2anos e meio adorou e os de 5a de duas amigas, AMARAM! Até ajudaram a conduzir o bonde!

Paisagens incríveis

Não posso deixar de contar sobre as paisagens incríveis das famosas curvas no trajeto do bondinho! Dá para se ver grande parte do Rio, Baía da Guanabara (tão poluída, tadinha...), Ponte Rio-Niterói, até o Dedo de Deus em Teresópolis! Um espetáculo!

Eu diria que é passeio para fazer umas três vezes e sempre terá coisa diferente para ver. Vamos voltar, inclusive para fazer o outro trajeto do bonde...risos

Vá de tênis, nada de salto nas ladeiras de pedra...(eu cometi esta insanidade...rs) E dinheiro no bolso trocadinho para pagar os trajetos do bonde. Além disso, tudo é caro, preço pra turista MESMO. Dos restaurantes até as lembranças de artesanato.

Para quem quer subir de bonde no Centro a estação fica localizada na Rua Lélio Gama ao lado do Aqueduto da Carioca ou atrás da Catedral e do prédio da Petrobrás. Seg a Dom de 6 às 23h - saídas a cada meia-hora.

Aliás, o ideal é deixar seu carro no centro e subir de bonde porque vagas em Santa Teresa são escassas. Nós demos sorte de achar uma, numa pequena praça mas, com certeza, esse volume de carros de turistas, levando em consideração que muitos moradores não têm garagem e têm que deixar seus carros na rua, só tumultua o bairro e parar carro em cima da calçada, NUNCA. Por favor, vamos respeitar SEMPRE o direito (e necessidade) do pedestre de uso a calçada. A dica de nossa amiga Suzana nos comentários é fundamental: vá de bonde!

Dica: procure e imprima um mapa na internet pois Santa Teresa tem tantas ruas que ficará mais fácil se localizar, escolher para onde ir, planejar o passeio e até mudar de direção...rs...

Mais informações:
http://www.rio.rj.gov.br/riotur/pt/atracao/?CodAtr=1410
http://www.santateresa.tur.br/


__________________________________________________________________________________ Texto de Ana Cláudia Bessa

7 comentários:

Cristiane A. Fetter disse...

Além de ser uma delícia (fomos muitas vezes visitar casas lá para morar), este bairro me proporcionou um dos reveillion mais lindos que eu já vi.
No mirante que fica abaixo do Cristo Redentor, você pode chegar e estacionar de graça e aguardar a passagem do ano ali.
Com vista para lagoa Rodrigo de Freitas, Praia de Copacabana, enseada de Botafogo, fundo da Baia de Guanabara e Niteroi.
É de tirar o fôlego.
E outra coisa, quando fomos a segurança foi ótima, carros da polícia e policiais em todos os lugares.
Santa Teresa é uma delícia mesmo.

Mercedes disse...

Ah, um dia quero conhecer!
Beijos

Anônimo disse...

Amei este blog!estarei sempre por aqui.
Beijocas.
Nilda.
Aguardo sua visitinha.
http://meucantin5.blogspot.com/

Ana Cláudia Bessa disse...

Cris, que dica bacana...
mas isso foi quando?
Será que as coisas continuam iguais depois de tanta barbárie no Rio?


Oi, Nilda, obrigada! Que bom que gostou.
Volte sempre!

Cristiane A. Fetter disse...

Pelo que estou sabendo continuam sim. Alguns amigos meus gostaram da dica e no último reveillion foram para lá.
Disseram que a segurança continuava a mesma.
beijos

Suzana Elvas disse...

Oi, Ana Cláudia;

Cheguei no seu blog pelo da Marina W. Eu sou mãe de duas meninas, donas de uma biblioteca de quase 500 livros. Elas têm barbies e pollys mas sempre prefiro dar livros e brinquedos educativos - acho que eles substituem com louvor e educação os brinquedos de plástico "modernos".

Adorei seu blog - (já está nos meus favoritos) e fiquei feliz em saber que você gostou de Santa Teresa, meu bairro. Por isso, me perdoe por fazer uma ressalva: quando for ao bairro novamente, procure deixar o carro no Centro, na Senador Dantas, e pegar o bondinho na estação final. Santa Teresa sofre com a crônica falta de garagens e o excesso de carros (são casas centenárias e prédios antigos, muitos até sem elevador), estacionados em cima das calçadas, em cima dos trilhos, em qualquer lugar. Jamais pude andar de carrinho com minhas filhas pelo bairro - até hoje precisamos ir pelo meio da rua, disputando espaço com os carros.
Bjs

Suzana

Ana Cláudia Bessa disse...

Suzana!

obrigada por suas palavras e por sua importante lembrança!!!


Realmente, eu não me dei conta de relatar este fato: vagas de carros são escassas!
Nós não paramos na calçada (isso é o fim!), paramos numa pequena praça e foi uma sorte achar esta vaga!
Sua sugestão, já está no texto do blog.
Obrigada!