segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Como descartar LÂMPADAS

Estamos abrindo nossa série COMO DESCARTAR.

Como todos sabem, estou começando a fazer separação do lixo aqui de casa depois que descobri um eco-ponto. Logo começaram as minhas dúvidas. Nossa amiga Mercedes, em conversas que tivemos a respeito, me oostrou que existem coisas que ainda não há como dar destino, como o isopor. E aí? “Aí vão para o limbo.” – concluiu ela.
Então, para que somente mandemos para “o limbo” aquilo que realmente não tem como dar destino AINDA, vamos publicar sempre que tivermos informação, as orientações para descartar todo o tipo de resíduos recicláveis.
Vamos começar com um excelente artigo publicado originalmente pelo
Blog do Planeta.

"Um leitor deste blog me perguntou qual a forma mais correta de descartar lâmpadas queimadas ou quebradas. Será que a gente pode jogar no lixo comum? Qual é a opção?

As lâmpadas incandescentes convencionais são produzidas com vidro e metal. Elas não contém materiais prejudiciais ao meio ambiente. Podem ser jogadas no lixo de casa. Elas não devem ser jogadas em pontos de coleta para reciclagem de vidros, pois o tipo de material usado na produção de lâmpadas é diferente dos vidros convencionais.

As lâmpadas halógenas também podem ser jogadas no lixo.

Já as lâmpadas fluorescentes exigem mais cuidado. Contêm quantidades pequenas de mercúrio. Estas lâmpadas devem ser enviadas para reciclagem apropriada. Para quem mora no estado de São Paulo, uma opção é procurar a empresa Apliquim. Ela é pioneira na reciclagem dessas lâmpadas fluorescentes.

A Apliquim faz contratos para reciclar lâmpadas usadas por empresas. Mas, para usuários domésticos, faz a coleta gratuita, como explica Thaine Cristina Brito, do departamento comercial da empresa. Para entrar em contato, o melhor é o email (apliquim@apliquim.com.br).

Época: Como uma pessoa comum deve descartar as lâmpadas queimadas?

Thaine: Ela poderá separar as lâmpadas para reciclagem pois a Apliquim realizada coleta em todo o estado de São Paulo. A coleta será gratuita por se tratar de um gerador domestico. Ou seja, ele não pagará nada pela descontaminação e frete.

Época: As lâmpadas devem ser protegidas de alguma forma?

Thaine: As lâmpadas podem ser embaladas em caixas de papelão, caixas de madeira, separadas por maços e envolvidas com jornal ou plástico bolha para que não haja a quebra. Se as lâmpadas estiverem quebradas, o melhor é colocá-las em um saco plástico. " (Alexandre Mansur)

Mais descartes de lâmpadas pelo Brasil:
Maringá - PR - http://mercedeslorenzo.multiply.com/links/item/64
Alguns estados - http://www.naturalisbrasil.com.br/
Florianópolis - SC - lojas Santa Rita, de material elétrico, aceitam lâmpadas fluorescentes queimadas para encaminhar à reciclagem.
MG/SP/RJ/DF/PR - http://br.osram.info/empresa/reciclagem.htm

7 comentários:

Mercedes disse...

Como sempre, assuntos importantíssimos aqui: aquelas coisas que ficamos na dúvida em como descartar corretamente ou até mesmo não encontramos local apropriado perto de casa. Para os paulistanos está mais fácil agora.
Em Maringá/PR a Funverde também entrou em parceria com a Bulbox, que é um sistema portátil de destinação e reciclagem de lâmpadas fluorescentes... uma coisa super inovadora que na minha opinião devia ser adotada em todas as cidades. O carrinho da bulbox vai até a empresa ou o condomínio, e lá mesmo já separa os componentes, incluindo o mercúrio, com segurança. Vou deixar o link da matéria com o vídeo pra vocês terem uma idéia do que é:
http://mercedeslorenzo.multiply.com/links/item/64

E nessa mesma linha há também o Papa-lâmpadas, da Naturalis, cujo site é:
http://www.naturalisbrasil.com.br/

Beijão a todos e feliz Blog Action Day!

Mercedes disse...

Ah, já ia me esquecendo... para o pessoal de Florianópolis/SC fica a dica: as lojas Santa Rita, de material elétrico, aceitam lâmpadas fluorescentes queimadas para encaminhar à reciclagem. Eu liguei pra lá e é só levar, que eles guardam.

Ivo Fontan disse...

N�o quero ser chato, mas o �ltimo trecho do post n�o apresenta uma incoer�ncia?
"Embalar em pl�stico-bolha ou saco pl�stico"
N�o estamos resolvendo um problema criando outro?

Ana Cláudia Bessa disse...

Mercedes, como sempre nos dando muitas dicas legais! Já coloquei suas informações no post.

Sobre a Apliquim, eu mandei mais de um e-mail e não houve resposta. Acho que só ligando mesmo para eles.

Beijos e obrigada!!!!

Ana Cláudia Bessa disse...

Ivo, não adianta que a gente tem que lavar o lixo e sobras embalados de alguma forma. O importante é cuidarmos para que essa "embalagem" tenha destino sustentável, caso contrário, volta prá casa junto com a gente...

Cristiane A. Fetter disse...

Ana, a empresa de lâmpadas osram tem uma página onde indica várias empresas pelo Brasil que fazem a reciclagem de lâmpadas, com telefones para que os consumidores entrem em contato. Não serve somente para as lâmpadas dela (empresa) mas de qualquer uma.
Vale a pena dar uma olhada.
Abraços


http://br.osram.info/empresa/reciclagem.htm

Ana Cláudia Bessa disse...

Sabe o que mata, eu amandei e-mail pedindo informações dessas empresas, Apliquim e Osran e nada de resposta...

É fogo...