segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Consumidor que não questiona, paga.

Minha máquina de lavar roupas é uma Lavastemp!
A Lavastemp é uma marca conhecida por sua propaganda!
Então, eu acreditei e comprei. Minha mãe teve uma Lavastemp. Mas na época da minha mãe, ela durava 20 anos.

Com 3 anos, minha Lavastemp automática começou a dar um defeito que fazia seu eixo girar somente num sentido (ao invés do conhecido vai e vem). Isso fazia a roupa embolar toda na máquina sendo difícil de tirar a ponto de rasgar algumas. Como ela já não estava mais na garantia estendida que nós havíamos pago, tive que solicitar a assistência técnica para orçar o conserto.
O resultado foi: a placa eletrônica precisava ser trocada e o custo era de 500 reais!
Isso mesmo, quase metade do preço de uma máquina nova.
Achei muito ruim ter que fazer um conserto tão caro com tão pouco tempo de uso.

Mas a resposta foi que eu tinha que entender que a placa eletrônica era um componente delicado para um trabalho muito pesado feito pela máquina.
Ora...então temos algo errado:
1. Quem mandou eu comprar um equipamento delicado para fazer um trabalho pesado (burra!),
2. A empresa deveria ter desenvolvido uma placa resistente para o trabalho a que se destinava.

Hummmm...deixa eu pensar na resposta...

Conclusão: para a empresa falar que eu tinha que compreender, então a culpa era minha?
Ou será que ela lançou um produto inadequado e deixou os consumidores serem as cobaias para ver o que acontecia na prática?

Hummmm...não sei.
Só sei que antes de fazer o serviço, comecei a pesquisar com amigos e conhecidos e todas as pessoas que tinham a mesma máquina tiveram o mesmo problema! (ops!)

Mas ninguém reclamou. Pagou o conserto e pronto.

Depois fui pesquisar na internet e descobri um site EXCELENTE (que não existe mais................) que continha reclamações de todos os tipos, de várias empresas e adivinha:

A reclamação "mór" da máquina Lavastemp era o mesmo problema que o meu! E ainda continha dados deixados por um cidadão que dizia que era uma das empresas mais reclamadas no ano tal, ano tal e ano tal. Enfim, um dossiê completo.

Ou seja, era um problema crônico, que na minha leiga e ignorante opinião, merecia até um RECALL.

Então, diante da minha incapacidade de continuar argumentando com o SAC da empresa, resolvi registrar mais uma reclamação no referido site e mandar e-mail para dois jornais (um online e outro comum) que tinha colunas destinadas á defesa do consumidor com as informações que eu tinha obtido mais os adicionais da minha tentativa de ser atendida pelo SAC Lavastemp.

Bom...
Em pouco tempo recebi um telefonema da empresa perguntando se eu havia entrado em contato com o jornal e que eles estavam dispostos a fazer a troca da placa apenas me cobrando a mão de obra.

Apesar de darem a entender que estavam me fazendo um favor, aceitei a oferta, afinal, um conserto de 48 reais é muito mais aceitável numa máquina Lavastemp depois de 3 anos de uso, do que um conserto de 500 reais. Fiquei felizinha, felizinha!

Moral da história: consumidor que não questiona, paga.

_________________________________________________________________________________ Texto de Ana Cláudia Bessa

6 comentários:

Suzana disse...

Oi, Ana;

A minha máquina é um pouco mais antiga, mas o problema é o mesmo: uma pane no painel de controle que vai me custar quase R$ 400 para consertar porque "não existe mais essa placa e vamos ter que adaptar".
Imagina o horror que vai ficar - e eu odeio aquela prática "joga fora e compra outra". Aumentemos a pilha de lixo?
Pois é, uma droga.
Bjs

Carina! disse...

Ótima Ana!
É isso mesmo, muitas vezes por pura preguiça deixamos as coisa assim...
Quem não chora não mama!
Bj

Ana Cláudia Bessa disse...

Suzana, tenta ver uma placa recondicionada.
Sai por 100 reais. em geral, dão garantia de 1 ano.

Eu já tive que trocar de novo depois de 2 anos desse episódio (hunf!!!) e fiz isso.

Deu certo e funciona muito bem.

Ana Cláudia Bessa disse...

Oi, Carina,
voc~e tem razão, não devemos nos entregar. Tem vezes que eu não levo adiante.
Não por preguiça, mas por cansaço...

Beijos,

Ana Cláudia.

Tricia disse...

quando fui comprar a minha o vendedor me deu a dica de escolher do painel analogico... exatamente por que muita gente reclamava do digital... hehehehe

que bom que deu certo!
vc ta certissima em reclamar!

Milton Fetter disse...

Ana, homens geralmente não se metem nestes assuntos, mas vou opinar assim mesmo, pois já lavei muita roupa. É isso mesmo ! Tem que botar a boca no trombone e fazer com que os fabricantes entendam que vai custar muito mais caro enganar o consumidor do que fazer a coisa certa. Basta não ter receio de reclamar !