sexta-feira, 16 de novembro de 2007

"Semancol" tem remédio?

Uma coisa que me deixa “passada” é propaganda de remédio.
Auto-medicação não é perigoso?

Então, propaganda de remédio, tem que ser feita para os médicos, nos consultórios.

Aí, fico “bege” de indignação quando vejo artista fazendo propaganda de remédio!

A classe artística, em geral, já tem excelentes salários e rendimentos com marketing e publicidade.

Aí, eu pergunto: PRECISA FAZER PROPAGANDA DE REMÉDIO?

Sabe o que isso me dá a sensação: de uma ambição sem remédio....

Puxa vida...
Será que o artista não tem noção do impacto que sua imagem confere a um produto?
Será que ele não sente o mínimo de responsabilidade quando associa seu nome a um produto químico cujo uso inadequado pode ser inclusive fatal?

Que propaganda tem limite?

Claro que não deve haver nenhuma regulamentação a respeito, mas eu sempre me pergunto se não existe autocrítica dessa “galera” na hora de fazer alguma coisa.
Precisa haver a proibição efetiva?
É como fumante em hospital, motorista que estaciona na calçada...
E artista que faz propaganda de remédio. Precisa de fato proibir???

Um laboratório farmacêutico, durante anos, manteve no mercado um produto para passar em machucados e que descobriram não servir para nada. Logo depois veio a denúncia de que o laboratório farmacêutico sempre soube da ineficácia do produto. Mas vendia horrores, ia mudar pra quê?

Aí, a verdade veio à tona, ele mudou a formulação para que agora, sim, fosse eficaz e colocou o José Wilker na propaganda. A Malu Mader e Susana Vieira fazem propaganda de remédio pra dor de cabeça, a Cláudia Rodrigues (a diarista) e a Regina Casé (ô decepção!) fazem propaganda pra antigripal, a Ingrid Guimarães e o Serginho Groissman de anti-ácido e muitos outros que à medida que for lembrando vou colocar aqui.

E agora fomos brindados com a Hebe Camargo fazendo propaganda em defesa do leite da Parmalat, não é remédio mas a fundamentação é a mesma: olha o impacto da imagem dela no auge da crise do leite!

Essas pessoas tem milhares de fontes(generosas) de renda, não precisam disso.

Papel higiênico que não faz mal a ninguém, eles não fazem propaganda.
Aí, sim, eles tem bom senso em não associar suas imagens a um produto dúbio.
Ou seja, quando interessa (a eles), eles sabem escolher.
Fala sério, né?

Leia mais:

Não parecia mas era propaganda - Revista Veja

As estratégias da indústria farmacêutica para multiplicar lucros espalhando o medo e transformando qualquer problema banal de saúde numa “síndrome” que exige tratamento.

Nossos post sobre as Vacinas : http://ofuturodopresente.blogspot.com/search/label/Vacinas

O papel das doenças : http://ofuturodopresente.blogspot.com/2007/05/gripe.html

GIGANTES FARMACÊUTICAS CONTRATAM AUTORES FANTASMAS PARA PRODUZIREM ARTIGOS CIENTÍFICOS

Jornal da Tarde - Defenda-se: Artista ou médico?

Eles vendem tudo e mais um pouco

Receita sem médico (excelente!)

__________________________________________________________________________________ Ana Cláudia Bessa

13 comentários:

Mercedes disse...

Tô contigo Ana... remédio é coisa séria e não devia ser feita a propaganda levianamente na TV e outros meios de divulgação. Devia ser feito só pra médicos... e olhe lá. Porque médicos a gente sabe que são inclusive assediados e outros "ados" pelos laboratórios farmacêuticos. Na entrevista que o médico Patch Adams deu ao Roda Viva, na TV Cultura (dia 10/11), ele falou misérias da indústria farmacêutica.
Mas uma das denúncias mais graves que vi até hoje é a de que eles simplesmente utilizam estratégias de marketing para transformar problemas banais em "síndromes", criando uma verdadeira indústria do medo, para aumentar as vendas de remédios.
Sobre isso tem um post (desculpe ficar linkando coisas aqui amiga, mas é tão pertinente ao que você falou... que não resisto):
http://mercedeslorenzo.multiply.com/journal/item/314

beijos

Paola disse...

Soube que a Hebe recebeu a módica quantia de 236 mil reais pela campanha em defesa do leite da Parmalat. Por esse valor, acho que tem gente que ainda fala que soda caústica enriquece o leite.

denise disse...

essa é a hora de as mães protestarem, ligarem para a imprensa, escrever para os jornais. Mas a gente sabe que os produtos são para camadas mais pobres facilmente influenciadas pelos seus idolos. O que é uma lástima. Aqui em casa, já boicotamos a Nestlé e agora a Parmalat. Mas a maioria da população não se incomoda.
beijo, menina

Drica disse...

tem premio pra vc no meu blog, bjao! depois volto com mais calma e comento direitinho, até!

Ana Cláudia Bessa disse...

Mercedes, você pode mandar seus links prá gente sempre que quiser, inclusive, já vou linkar seu EXCELENTE post no nosso, posso?
Tem gente que ainda não se deu conta da gravidade do que está acontecendo.
Hoje toda criança tem Déficit de Atenção e Hiperatividade, os adultos são Bi-polares, até gripe agora tem vacina e as doenças da infãncia são tratadas como doenças perigosas e letais.

Há que se acordar!!!!!!

Ana Cláudia Bessa disse...

É Paola, eu ouvi sobre este numerário. uma loucura, né? Mas é justamente o que eu já vi a própria Hebe recriminando em seu programa: que político não deve receber propina. O que é uma oferta indecente como essa para defender uma empresa que lesa a saúde das pessoas? Uma propina.

Por isso, digo e repito que a maioria, de qualquer classe que estivesse no lugar dos políticos, faria o mesmo que eles.
E isso, é o meu maior desânimo!

Ana Cláudia Bessa disse...

Denise, gostei da sua idéias de mandar cartas para os jornais!
Podíamos tentar reunir alguns e-mails para divulgar aqui.

Quem tiver, pode mandar, que a gente publica!!!!

Ana Cláudia Bessa disse...

Drica, muito obrigada!!!!

Agradeço de coração você ter se lembrado da gente.

Um grande beijo!

Paola disse...

Realmente um absurdo artista fazer propaganda de determinados produtos.
Adorei o post!

Luíza Amora disse...

Gostei muito deste texto.
Lembrei de mais dois nomes: Ingrid Guimarães, aquela que faz par com A Heloísa Perissé e o Serginho Groisman que fazem propaganda de antiácido efervecente.

luíza amora disse...

Vi aqui colocar mais gente no rol:
Marieta Severo
Lázaro Ramos

Ana Cláudia Bessa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Mais artista fazendo propaganda de remédio:
Camila Morgado
Aline Moraes
Maria Clara Gueiros